Como se organizar nos estudos com tantos feriados prolongados?

O ano de 2018 acabou de começar e trouxe com ele 12 feriados que poderão ser prolongados por caírem, na sua maioria, na sexta ou na segunda-feira. O dia de Tiradentes, também aniversário de Brasília, 21 de abril, é a única data que cai em um final de semana. Com isso, os estudantes precisam se organizar para conseguirem manter o ritmo dos estudos e ainda sim conseguir aproveitar a folga dos feriados. Primeiro colocado das escolas de Brasília no PAS e ex-aluno do Centro Educacional Sigma, Felipe Sêda conta que uma rotina diária de estudos foi fundamental para a sua aprovação na Universidade de Brasília. “Eu estudava cerca de quatro horas por dia e evitava deixar alguma matéria ou exercício para o dia seguinte”, conta. O professor Josino Nery, do Sigma, acrescenta que o segredo é também ter disciplina e foco para não deixar acumular os conteúdos das disciplinas e se organizar. O blog Edson Machado recebeu dicas valiosas do professor:

  1. Tenha uma agenda ou um calendário para se organizar

Marque, na agenda ou no calendário, todos os acontecimentos importantes, provas escolares, datas do vestibular, PAS e ENEM, datas dos jogos da Copa do Mundo que a escola possa a vir liberar e outros. Tudo que for importante durante o ano letivo deve estar anotado e à vista, para que a data não passe despercebida.

  1. Além de prestar atenção às aulas, dedique algumas horas de estudo em casa

É importante que o aluno chegue a sua casa e revise toda a matéria dada em sala de aula naquele dia. A memória ainda está fresca e a chance de entender melhor e fixar o conteúdo são maiores.  No dia seguinte, caso exista alguma dúvida, poderá tirar com o professor em sala. É essencial que o estudante não deixe a matéria acumular, porque ele não vai conseguir colocar tudo em dia na véspera das avaliações.

  1. Dedique mais tempo para as matérias nas quais tem mais dificuldade

Todo mundo sabe que é mais fácil e melhor estudar e ler aquilo que dá mais prazer, porém é necessário que o aluno tenha disciplina para separar algumas horas dentro do tempo de estudo para dar atenção ao que tem mais dificuldade. Cada um tem o seu tempo para absorver o conteúdo, e, se deixá-lo acumular só porque não gosta ou acha complicado, é muito pior.

  1. Faça resumos e resolva as provas de vestibular, PAS e ENEM de anos anteriores

Pode parecer uma dica batida, mas é preciso reforçar que toda anotação feita em sala de aula pode ajudar na hora do estudo e que refazer as provas de anos anteriores ajudam a revisar conteúdos, entender o estilo da avaliação e ainda controlar o tempo de prova.

  1. Leia notícias diariamente

Atualmente, o acesso à informação está mais fácil. Procure criar o hábito da leitura. Além de enriquecer o vocabulário, ajuda o aluno a criar argumentos e a ter censo crítico para elaborar um texto.

  1. Tenha um tempo para descansar

Procure fazer intervalos após um período longo de estudo para lanchar e descansar.  A mente precisa de descanso para assimilar tudo o que foi estudado. E, nos finais de semana, tire um tempo para passar com a família ou com os amigos, mas, caso queira ou precise estudar, não utilize a mesma carga horária da semana.

Anúncios

Programa de Apoio a Eventos no País recebe inscrições até 11 de setembro

Candidatos ao financiamento do Programa de Apoio a Eventos no País (PAEP) para realização de eventos no primeiro semestre de 2018 têm até o dia 11 de setembro para finalizar sua inscrição na página do programa. A seleção é relativa ao Edital nº 35/2017, lançado em 10 de agosto. Propostas devem ser submetidas até às 17 horas, horário de Brasília. Não serão aceitas propostas submetidas por qualquer outro meio, ou enviadas após o prazo.

Solicitantes de apoio devem possuir título de doutor, manter currículo Lattes atualizado e presidir a comissão organizadora do evento. Para eventos a ocorrer em 2017, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) concedeu R$ 42,6 milhões em apoio a 1.391 eventos aprovados. O PAEP concede patrocínio para realização de eventos científicos, tecnológicos e culturais de curta duração no Brasil. Os eventos apoiados envolvem pesquisadores, docentes e discentes dos programas de pós-graduação e dos cursos de graduação em licenciaturas, bem como do ensino fundamental e médio. (CCS/CAPES).

%d blogueiros gostam disto: