ANA: mais da metade dos alunos de alfabetização teve baixa aprendizagem em matemática

Em uma escala de quatro, pouco mais de 56% dos estudantes do 3º ano do ensino fundamental de escolas públicas não conseguiram superar os dois primeiros níveis do aprendizado de matemática. O dado é da Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA), divulgada hoje (17) pelo Ministério da Educação, que, em novembro de 2014, avaliou quase 2,5 milhões de estudantes da série considerada a última etapa da alfabetização.

Na matemática, os estudantes que ficaram em um dos dois primeiros níveis de aprendizagem não conseguem, por exemplo, resolver alguns tipos de problemas com número naturais maiores que 20 e ler horas em relógio analógico.

No caso da escrita, que tem cinco níveis, cerca de 65% dos alunos alcançaram os dois melhores patamares da avaliação, o que significa que eles têm capacidade de escrever palavras com diferentes estrutura silábicas e um texto corretamente e com coerência.

Na leitura, a maioria dos alunos (55%) ficou nos dois piores níveis, dentre quatro, significando que eles não conseguem localizar informação explícita em textos de maior extensão e identificar a quem se refere um pronome pessoal.

A ANA foi criada a partir do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic). O acordo estabelece que todas as crianças até 8 anos de idade sejam alfabetizadas em português e matemática.

Anúncios

EF Education First inaugura nova sede em Brasília

Líder mundial em educação internacional, a EF Education First completou 50 anos de existência em fevereiro de 2015. Nesse período, o número de brasilienses que procuram a instituição para se aprimorar em uma língua estrangeira aumentou. Em virtude dessa demanda, Brasília ganha no próximo dia 12 de agosto, uma nova sede na 206 sul. “A nova sede é maior e nos permitirá receber nossos alunos como se estivessem entrando em nossas escolas no exterior”, afirma Sibeli Bergman, manager da EF em Brasília.

EF (2)

Fundada em 1965 com a missão de abrir o mundo através da educação, a EF é especializada em cursos de idiomas no exterior, programas de graduação acadêmica e intercâmbio cultural. Mais do que simplesmente viajar e aprender ou se aperfeiçoar em um idioma em outro país, os alunos EF vivem uma experiência única, que possibilita enriquecimento cultural e desenvolvimento de habilidades pessoais e de comunicação. “A minha viagem para EF Nice, na França, foi uma das melhores experiências que já tive, na qual conheci lugares sensacionais e fiz amigos que mantenho até hoje!”, destaca o aluno Bernardo Azevedo.

Atualmente, a empresa possui 500 escritórios e escolas próprias em 52 países e pela quarta vez serve o Comitê Olímpico Internacional, desta vez como fornecedora oficial de serviços de treinamento de idiomas para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

EF - Brasília (1)

A EF Brasília segue o conceito de loja modelo, utilizando elementos icônicos da arquitetura da cidade. O projeto de 250m², distribuídos em dois andares, é assinado pelo arquiteto Pedro Grilo. A fachada principal traz uma releitura de um tradicional elemento do modernismo da capital federal: o cobogó.  O térreo é um grande espaço de convivência para os estudantes e possibilita a realização dos eventos acadêmicos da instituição. Já o mezanino, com vista para a área verde da quadra, foi reservado para os setores governamental e corporativo.

Para os interessados em conhecer um pouco mais sobre os serviços oferecidos pela EF Education First, profissionais capacitados estarão aptos apresentar todos os programas de intercâmbio – são mais de 40 destinos espalhados pelo mundo. “Minha experiência na Espanha, com a EF Barcelona, foi muito rica, pois pude conhecer alunos de grande parte da Europa e do mundo. Importante também foi aprender e praticar a língua espanhola com catalães de todas as idades, em especial minha anfitriã (mãe espanhola), Maria”, finalizou Carlos Ernesto, outro estudante EF Brasília.

Serviço

EF Education First (http://www.ef.com.br)

Inauguração: 12/08

Horário: 19h

Endereço: SCLS 206, bloco B, loja 16/20 – Asa Sul

Telefone: (061) 3033-2633

efbrasilia@ef.com

Médicos de Brasília embarcam para encontro internacional de oncologia

O diretor-técnico do Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, da Unidade Brasília, Dr. Gustavo Fernandes, e o oncologista Alessandro Leal, também da instituição, embarcam para Chicago para conhecer as mais recentes pesquisas e tratamentos do câncer. Os especialistas participam do 50º Encontro Anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica, maior e mais importante evento científico da área, que acontece entre 30 de maio e 03 de junho. Este ano, cerca de 30mil profissionais de todo o mundo devem comparecer ao Asco e eles representarão a capital federal.

Salão do Estudante acontece em sete capitais brasileiras

Salão do Estudante

Cada vez mais brasileiros optam por estudar fora do país. Os destinos e cursos são variados, mas os objetivos são os mesmos: ganhar fluência em um segundo idioma, enriquecer o currículo profissional, conhecer novas culturas e ganhar experiência. De acordo com dados cedidos pela organização do Salão do Estudante, maior evento de Educação internacional da América Latina, cerca de 365 mil brasileiros foram fazer algum tipo de curso no exterior em 2013. O ranking aponta os cinco países mais visitados: Estados Unidos, Canadá, Austrália, Reino Unido e Irlanda.

Quando o assunto é o tipo de curso mais procurado, os dados revelam que o intercâmbio com duração de três a seis meses ainda é o preferido dos brasileiros. Porém, de acordo com seu coordenador, Samir Zaveri, o evento observou nas duas últimas edições um crescimento na procura por cursos de graduação e pós-graduação. “Esse aumento foi de 20%, em relação aos últimos dois anos. As oportunidades são excelentes e o mito de que fazer faculdade em outro país é muito caro não tem mais fundamento”, revela Samir.

Todas essas questões sobre como encontrar o melhor curso no exterior serão apresentadas no Salão do Estudante. O evento, que está em sua 19ª edição, acontecerá no mês de março em sete capitais brasileiras (São Paulo, Recife, Salvador, Curitiba, Rio de janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre) e conta com instituições de ensino dos quatro cantos do mundo.

Além dos cursos de idiomas, intercâmbio e high school, diversas instituições oferecerão os cursos “casadinhos” nas áreas de negócios, gastronomia, cinema, fotografia, esportes radicais e até golf. O Salão do Estudante recebeu 20 mil visitantes em sua última edição e espera receber cerca de aproximadamente 30.000 estudantes paulistanos.

Mais informações: http://www.salaodoestudante.com.br

Salão do Estudante: 

São Paulo – 15 e 16 de março

Shopping Frei Caneca – Centro de Convenções Frei Caneca

R. Frei Caneca, 569 (5º andar)

Horário: Das 14h às 19h

Recife – 18 de março

JCPM Trade Center

Av. Engenheiro Antonio de Goes, 60 – Pina

Horário: Das 15h às 20h

Salvador – 20 de março

Hotel Pestana

R. Fonte do Boi, 216 – Rio Vermelho

Horário: Das 15h às 20h

Curitiba – 22 de março

Hotel Four Points Sheraton

Av. 7 de Setembro, 4211 – Agua Verde

Horário: Das 14h às 19h

Rio de Janeiro (Copacabana) – 24 de março

Hotel Sofitel

Av. Atlantica, 4240 – Copacabana

Horário: Das 15h às 20h

Rio de Janeiro (Barra) – 25 de março

Windsor Barra Hotel

Av. Lucio Costa, 2630 – Barra da Tijuca

Horário: Das 15h às 20h

Belo Horizonte – 26 de março

Hotel Mercure Lourdes

Av. do Contorno, 7315 – Lourdes

Horário: Das 15h às 20h

Porto Alegre – 28 de março

Centro de Eventos da PUC

Av. Ipiranga, 6681 – P. 41

Horário: Das 15h às 20h

 

Feliz Natal

O blog Edson Machado deseja a todos um Feliz Natal e 2014 com mais saúde, paz e educação para nosso país!

6559968605_423c3320f9_b

Foto de Emília Silberstein

Capes e Mtur divulgam edital para estudantes de turismo e hotelaria realizarem qualificação em Portugal

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e o Ministério do Turismo (MTur) divulgam o edital nº 1/2013, que selecionará 50 estudantes dos cursos de Bacharelado/Tecnólogo em Turismo e/ou Hotelaria para o Projeto de Cooperação entre o Brasil e Portugal na Área de Qualificação Profissional em Hospitalidade e Turismo.

Para concorrer, o candidato deve estar regularmente matriculado em curso de Bacharelado/Tecnólogo em Turismo e/ou Hotelaria; ter nacionalidade brasileira; estar cursando, na data da inscrição, ao menos o 2º ano, no caso dos cursos de bacharelado, ou, no mínimo, o 4º semestre do curso de Tecnólogo; ter obtido nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009 até, no máximo, 2012; apresentar perfil de aluno de excelência, baseado no bom desempenho acadêmico, segundo critérios da IES; e residir no Brasil no momento da candidatura e durante todo o processo de seleção.

A inscrição pelos candidatos deve ser feita por meio do preenchimento de Formulação de Inscrição e envio de documentações descritas no edital, de 15 de outubro a 7 de novembro. Os coordenadores de curso das instituições de ensino superior que cumprirem os requisitos de participação no programa serão cadastrados pelo Ministério do Turismo até 10 de outubro.

O resultado está previsto para ser divulgado em dezembro deste ano e o início das atividades em Portugal em janeiro de 2014. A bolsa de estudo terá a duração de até 2 meses para realização de estudos em tempo integral na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal e é composta de mensalidade no valor de € 870, auxílio instalação, auxílio seguro-saúde, auxílio deslocamento e custos referentes às taxas escolares.

Mais informações pelo e-mail bolsa@turismo.gov.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. ou pelo telefone (61) 2023-8289.

Blog Edson Machado ultrapassa 100 mil visualizações

foto

O blog Edson Machado ultrapassou 100 mil visualizações. Queremos a gradecer a todos que acompanham nossas notícias e compartilham um tema tão importante para nosso país: Educação.

Educação e maioridade penal

Por Edson Machado

Em um comentário anterior, mostrei como muitas das medidas adotadas pelo governo na área da educação apontavam para direções opostas. Surge agora mais uma situação assustadora: o Congresso acaba de aprovar, e a presidente sancionou, lei que, entre outras pérolas, estabelece a obrigatoriedade do ensino médio até os 17 anos de idade. Esse mesmo Congresso, por outro lado, quer retomar o debate sobre a maioridade penal, parece que com a tendência a reduzi-la para 16 anos. Nos últimos dias o debate tem ocupado a mídia e vários segmentos da sociedade, mas poucos se preocupam em relacionar os dois temas.

Então o adolescente com 16 ou 17 anos que comete um crime e ainda não completou o ensino médio, deve ir para a cadeia ou esperar até que complete o ensino médio obrigatório? Talvez o ensino possa ser oferecido no próprio estabelecimento prisional, desse modo as duas leis estariam sendo atendidas. O complicado é que a Lei 12.796 diz que é dos pais a obrigação de matricular as crianças e jovens e mais, se não houver oferta suficiente de vagas nas escolas, poderão acionar o poder público.

Além disso, a lei 12.796, de 4 de abril, quer todas as crianças e jovens entre os 4 e os 17 anos de idade freqüentando a escola, não importa em que série de que etapa. As três etapas conhecidas como educação pré-escolar, ensino fundamental e ensino médio, são englobadas com a designação de ensino básico. A lei determina que sejam realizados recenseamentos anuais dos indivíduos nessa faixa etária, um universo da ordem de 45 milhões de indivíduos, todos obrigados a freqüentar a escola, mas nem todos matriculados. A matrícula total nas três etapas do ensino básico é da ordem de 43 milhões, incluídos alunos que já ultrapassaram a idade da escolarização obrigatória. Não é difícil, portanto, calcular o déficit a ser atendido para cumprir a lei.

A extensão da escolaridade é, no médio prazo, uma estratégia eficaz para combater a criminalidade de jovens, com certeza mais civilizada do que a redução da maioridade penal. Aliás, seria bom pensar em como penalizar pais e governantes que não cumprirem a Lei 12.796.

%d blogueiros gostam disto: