Olimpíada Brasileira de Robótica reúne projetos de alunos do DF

Alunos do Ensino Fundamental e Médio do Colégio Galois já estão com seus projetos prontos para a Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). Na competição no Distrito Federal, 31 estudantes da instituição, divididos em nove equipes, vão apresentar robôs feitos e programados por eles. “As máquinas vão simular um desastre e devem cumprir o desafio de resgatar vítimas, desviando de obstáculos. Além de fomentar o trabalho em equipe, a proposta é instigar a resolução de problemas, raciocínio lógico e programação, sendo muito útil para as profissões que eles vão seguir, especialmente áreas relacionadas a exatas”, explica Rodrigo de Lima Carvalho, professor de Robótica do Galois.

Entre os participantes está Henrique Luza dos Santos, 12 anos, aluno do 7º ano do ensino fundamental no Galois. “Esta é minha segunda participação no evento e estou muito feliz em compartilhar essa experiência com meus colegas. Estar na OBR abre portas. É uma forma de colocar em prática meu sonho de ser um programador de jogos no futuro”, destaca o estudante. “É uma atividade muito complexa. A parte mais difícil foi colocar os sensores. Mas com certeza é um trabalho que nos ensina muito”, completa Beatriz Peixoto.

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) tem como objetivo estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar novos talentos e promover inovação. O evento ocorre desde 2006 e classifica equipes para a RoboCup, maior evento de robótica do mundo. A etapa regional acontece neste sábado, 19/08, a partir das 8 horas, no Ginásio do CIEF (SGAS I Setor de Grandes Áreas 907 Sul, Asa Sul).

ProfMat abre inscrições para Exame Nacional de Acesso

O Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional (ProfMat) está com inscrições abertas para o Exame Nacional de Acesso 2018. A prova consistirá em 30 questões de múltipla escolha que terão como objetivo avaliar os conhecimentos numéricos, geométricos, de estatística e probabilidade, algébricos e algébricos/geométricos dos candidatos, de forma a aferir o domínio matemático necessário para cursar as disciplinas que compõem o ProfMat. As inscrições vão até o dia 12 de setembro e a prova acontecerá no dia 21 de outubro.

O ProfMat é um curso semipresencial, com oferta nacional, realizado por uma rede de Instituições de Ensino Superior, no contexto da Universidade Aberta do Brasil (UAB), e coordenado pela Sociedade Brasileira de Matemática. O curso visa atender professores de Matemática em exercício no ensino básico, especialmente na escola pública, que busquem aprimoramento em sua formação profissional, com ênfase no domínio aprofundado de conteúdo matemático relevante para sua atuação docente. O programa opera em ampla escala, com o objetivo de, em médio prazo, ter impacto substancial na formação matemática do professor em todo o território nacional.

Pioneiro entre os cursos de mestrado profissional em rede no país, o ProfMat obteve nota cinco na Avaliação Trienal da CAPES em 2013, correspondente ao período 2010–2012. A nota máxima para um programa de mestrado na primeira avaliação evidencia a excelente qualidade acadêmica e científica do Profmat. Saiba mais.

Acesse o edital.

Programa de bolsas de pós-doutorado na Alemanha abre seleção

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) divulgou o Edital nº 36/2017 do programa CAPES/Humboldt. Parceria com a Fundação Alexander von Humboldt (AvH), o programa concede bolsas de pós-doutorado (estágio pós-doutoral) e pesquisador experiente (estágio sênior) para estudos na Alemanha em todas as áreas do conhecimento. Está prevista a concessão de até 15 bolsas em cada uma das seis chamadas nas duas modalidades.

Os candidatos precisam, entre outros requisitos, ter nacionalidade brasileira ou visto permanente de residência no Brasil; possuir o título de doutor, conforme a modalidade pretendida: a) pós-doutorado: título de doutor obtido há menos de quatro anos; b) pesquisador experiente: completado há menos de doze anos; ter fluência em inglês ou alemão; não ter residido na Alemanha por 12 meses ou mais no período de 18 meses anterior à inscrição; residir no Brasil no momento da candidatura. Os selecionados recebem valor mensal compartilhado pela CAPES e a AvH; auxílio deslocamento; auxílio instalação; auxílio seguro-saúde. Mais informações e cronograma aqui.

Feira de startups movimenta a capital federal

No dia 07 de julho, sexta-feira, das 13h às 19h, será realizada no Centro Universitário IESB, campus Giovanina Rímoli, quadra 609 Asa Norte, a Demo Day Cotidiano, uma feira de startups que já virou tradição na capital federal. A entrada é gratuita e aberta ao público, mas para assistir ao evento é preciso se inscrever no https://www.sympla.com.br/demoday-camp3-cotidiano__159407

Ao todo, 30 startups participarão do Demo Day e, desse número, nove foram selecionadas para participar da primeira rodada do processo de aceleração 2017. A maioria dos trabalhos da Cotidano é feita no IESBLAB e em salas de aula do curso de Administração da instituição. “Essa parceria foi construída com o objetivo de promover o empreendedorismo das startups incubadas dentro do IESBLAB e, por sua vez, ser um centralizador de ações empreendedoras junto aos alunos do IESB”, destaca o professor Fernando Dantas, coordenador do curso de Administração e do IESBLAB.

Gabarito preliminar Vestibular UnB 2017

Confira aqui no blog Edson Machado, o Gabarito Preliminar do Vestibular UnB 2017, realizado nos dias 10 e 11 de junho de 2017. O gabarito foi elaborado pelos professores do Colégio Galois.

Gabarito Preliminar Galois 1º dia – 10/6/2017
Frase de capa “Determinação e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso”

Baixe aqui: Prova-Vestibular-UnB-2017—1-Dia

Gabarito Preliminar Galois 2º dia – 11/6/2017
Frase de capa “Um dos segredos do sucesso é aprender a fazer mais com menos.”
Baixe aqui: Prova-Vestibular-UnB-2017—2-Dia

Mulheres empreendedoras nas redes sociais

Em evento em Brasília, influenciadoras digitais Mari Ferola e Bianca Anchieta dão dicas de como promover sua marca e sua empresa nas mídias digitais

Com o crescente aumento do protagonismo das mulheres na sociedade e a expansão das redes sociais, a presença feminina na internet vem sendo revisitada e ganhando espaço no mundo do marketing. Intituladas digital influencers, elas mobilizam milhões de seguidores na internet e colecionam casos de sucesso no campo do empreendedorismo. A partir dessa premissa, a empresária, master coach e digital influencer Mari Ferola promoveu, nessa segunda-feira (5), em Brasília, o evento “Mulheres e Redes Sociais: Empreendedorismo e Cases de Sucesso”.

Também participou do encontro a brasiliense Bianca Anchieta, youtuber e celebridade da internet, que tem mais de 4 milhões de seguidores nos seus canais. Tanto Mari quanto Bianca se ancoram na evolução das tecnologias de informação e de comunicação, que abriram novas oportunidades e plataformas de interação. Muitas marcas, atentas às novas formas de relacionamento com o público, já recorrem a esses profissionais como estratégia de marketing a fim de impulsionar seus produtos.

Durante a palestra, Mari Ferola ressaltou que os negócios já não são como antes, já que a internet veio para criar uma nova realidade, estabelecendo um novo paradigma em relação às formas de produzir, vender e inovar. “Nesse universo, o empreendedor digital se caracteriza como um especialista em inovação, e que entende de economia criativa, identidades digitais. O diferencial que você tem para oferecer determinará seu sucesso”, orienta.

Na avaliação da especialista, o principal interesse do público das redes sociais não é receber mensagens comerciais, mas sim conhecer e fazer relacionamentos com outras pessoas, não com empresas. “É por esse motivo que a abordagem nas redes sociais tem que ser diferente, a empresa não pode sair logo vendendo um produto ou serviço”.

Durante o evento, as influencers comentaram que o custo-benefício nas redes sociais tende a ser melhor do que a propaganda tradicional. “Por um valor menor, o alcance é maior. Isso porque os dispositivos móveis permite interação constante de qualquer lugar”, explica Mari Ferola. Ela adverte, contudo, que o público-alvo somente é impactado quando se tem credibilidade. “Na hora de comprar algo, a opinião de alguém que você confia é, muitas vezes, mais importante do que a do vendedor”.

Ela explica que deve-se pensar bem antes de se entusiasmar com a possibilidade de aumentar o lucros com esse tipo de marketing digital. “Saiba qual é o seu público-alvo e em como essa parceria seria benéfica para ambos. Encontre o seu diferencial na comparação com outros influencers. Tenha clareza de como seu cliente em potencial encara esse tipo de conteúdo e se é interessante financeiramente investir nesse tipo de publicidade”, finaliza Mari Ferola, informando que, no próximo dia 24 de junho, em Brasília, realizará um treinamento para mulheres visando à autorrealização profissional e pessoal.

 

“Manual de Editoração e Estilo” quer lapidar produção acadêmica

Plinio Martins Filho, professor de editoriação da ECA . Foto: Cecília Bastos/USP Imagem

Assim como os jornais, cada editora tem o seu manual de normalização e estilo. Entre as editoras universitárias, não é diferente. Com décadas de experiência na Editora da USP (Edusp), o professor Plinio Martins Filho, da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP, criou o Manual de Editoração e Estilo, uma proposta que busca facilitar e orientar a edição de livros universitários. A obra é resultado da tese de doutorado do docente, defendida em 2006. Após uma década de revisões e acréscimos, o Manual será lançado no dia 17 de maio, às 18h, na Livraria João Alexandre Barbosa, localizada na Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, na Cidade Universitária. “Espero que este manual seja usado tanto por orientadores quanto por orientandos”, diz Martins Filho. “Se as pessoas entregarem os originais mais próximos daquilo que vai ser a edição final, melhor. É essa a grande contribuição que eu gostaria que o livro deixasse, que os trabalhos fossem apresentados de forma menos normativa”, critica o professor, que desaprova o uso das normas ABNT, já que elas não são usadas por nenhuma editora. “O Manual vai abreviar o trabalho de edição. Espero que esse seja um grande benefício que o livro traga para as pessoas”.

Outra vantagem da obra de Martins Filho é o conceito de normalizar a edição e o estilo dos textos, não normatizá-la. “Normalizar é dar uma coerência, uma harmonia ao texto, enquanto normatizar tem força de lei”, explica o professor. A ideia do Manual é apresentar ao leitor diferentes caminhos para criar uma uniformidade e identidade ao texto. “O meu Manual não é um compêndio de regras, mas sim um apanhado de normas em que cada editor pode consultar e criar o seu próprio padrão editorial”, ressalta Martins Filho. “Ele serve para que o leitor não fique incomodado com a grafia de uma palavra escrita de diferentes formas ao longo de um mesmo texto, por exemplo. Senão, o leitor pode achar que o livro não foi bem preparado”, exemplifica.

Em suas 728 páginas, o Manual traz noções básicas de como preparar e editar um original até sua transformação em produto final. Estruturas pré-textuais, textuais e pós-textuais, tipologia, tipografia, novo acordo ortográfico, siglas, abreviaturas e símbolos são apenas alguns dos 60 tópicos trabalhados no livro. Um tópico que se destaca no conjunto é o das línguas estrangeiras. Nele, o autor apresenta regras básicas que vão da separação silábica até a transliteração de 17 línguas latinas e não-latinas. “Todo revisor precisa ter um conhecimento amplo, porque, hoje em dia, qualquer livro acadêmico tem uma citação em língua estrangeira. Então você tem que ter um suporte mínimo para trabalhar esse texto”, afirma o professor.


Manual de Editoração e Estilo
, de Plinio Martins Filho, Editoras da USP, Unicamp e UFMG, 728 páginas.

Leia mais sobre o tema no artigo do professor Jean Pierre Chauvin, da ECA, O manual impecável de Plinio Martins Filho, publicado no Jornal da USP.

Simulado e dicas para o vestibular da UnB – Parte 2

As provas para o Vestibular da Universidade de Brasília, segundo semestre de 2017, estão previstas para os dias 3 e 4 de junho. E para deixar você ainda mais preparado, segue simulado do Colégio Galois parte II. É só clicar no link abaixo, baixar a prova e conferir o gabarito aqui no blog Edson Machado.

Simulado UnB – Parte 2 – Colégio Galois

Gabarito simulado UnB – Parte 2 – Colégio Galois

 

%d blogueiros gostam disto: