A internet sem riscos é possível?

O Brasil é um dos quatro maiores polos de divulgação de pornografia infantil do mundo, atrás dos Estados Unidos, da Coreia do Sul e da Rússia, segundo a ONG Rainbow Phone. Esse quadro expõe mais da metade das crianças entre oito e 12 anos a ameaças digitais, como cyberbullying e vício em videogames. Para o Instituto DQ, que concluiu o estudo de impacto DQ2018, em parceria com o Fórum Econômico Mundial, vivemos a “pandemia de risco cibernético”. Segundo o relatório, 260 milhões de crianças em todo o mundo estão envolvidas com cyberriscos, e a perspectiva é que esse número se eleve para até 400 milhões em 2020. Segundo o relatório apresentado durante o Fórum Econômico Mundial, crianças gastam, em média, 32 horas sozinhas na frente de telas digitais em busca de entretenimento, tempo superior ao que passam na escola.

A pesquisa apresenta uma questão fundamental: a internet sem riscos, principalmente para crianças em idade escolar, é possível? “Por mais que a criança domine os botões e teclas, ela não vai dominar as outras dimensões se não tiver uma educação para o uso crítico da web”, alerta Rodrigo Nejm., diretor de educação do SaferNet. Além da pornografia, aliciamento infantil, homofobia, racismo e neonazismo são algumas das ameaças que atingem diretamente crianças e adolescentes que navegam na internet sem nenhuma mediação.

Neide Cardoso de Oliveira, procuradora regional da República, reforça a preocupação levantada por Rodrigo. “Os efeitos da exposição ao cyberbullying em crianças e jovens não só apenas físicos, mas principalmente psicológicos, e ficam como marcas para aquele ser humano para o resto da vida”, ressalta.

Mais informações MEC. 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: