Mais de 3,5 milhões de crianças refugiadas estão fora da escola

Um relatório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur) divulgado hoje (12) mostra que mais de 3,5 milhões de crianças e adolescentes refugiados com idade entre 5 e 17 anos não frequentaram a escola no último ano letivo. Segundo o estudo, o percentual de crianças refugiadas que frequentam a escola é de 61%, enquanto globalmente o índice é de 91%. No ensino médio, o índice de matriculados entre os adolescentes refugiados é de 23%, ante 84% globalmente. Já em relação ao ensino superior, o percentual de refugiados que acessam a universidade é de 1%.

O número de matrículas de crianças refugiadas em idade escolar no ensino fundamental aumentou de 50% para 61% no último ano letivo. Segundo o Acnur, o avanço se deu por causa do aprimoramento de políticas e investimentos em educação para refugiados sírios, assim como a chegada de crianças refugiadas à Europa, onde a educação é obrigatória.

O relatório defende que a educação seja considerada uma resposta fundamental nas emergências que envolvem pessoas refugiadas, e que receba apoio por meio de um planejamento de longo prazo e financiamento estável. O Acnur diz que está trabalhando junto com parceiros para possibilitar o acesso à educação em todo o mundo, dentro e fora dos campos de refugiados. “Um maior financiamento é urgentemente necessário para colocar mais crianças refugiadas nas escolas”, defende a agência.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: