USP alcança sua melhor posição no QS World University Rankings

usp

Depois de dois anos consecutivos de quedas, a Universidade de São Paulo (USP) pulou 23 posições e atingiu uma colocação recorde na edição de 2016 do QS World University Ranking, divulgado na tarde desta segunda-feira (5). O ranking internacional listou, neste ano, as 916 melhores instituições de ensino superior do mundo. A USP, que mantém o posto de melhor universidade brasileira, ficou na 120ª posição. Pelo quinto ano consecutivo, a melhor universidade do mundo, segundo o QS, é o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT, na sigla em inglês).

A 13ª edição do QS World University Rankings foi divulgada pela líder global em informações, pesquisas independentes e soluções em educação superior e carreiras QS Quacquarelli Symonds. O Brasil segue liderando o ensino superior na América Latina, com 22 universidades listadas no ranking, à frente da Argentina, com 16, e do México, com 14. Todas as três instituições brasileiras no Top 400 avançaram. A Unicamp ganhou quarto posições, ficando na 195ª, enquanto a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) passou da 323ª para a 321ª.

O crescimento da USP é resultado do aumento dos itens Reputação Acadêmica e Reputação do Empregador. No âmbito dessas métricas, a Universidade se destaca entre as Top 50. No entanto, o bom ano da USP é um raro ponto alto para a educação superior brasileira, que teve um ano difícil: 18 das 22 universidades perderam posições na lista – oito delas, mais de 50 colocações, enquanto outras quarto saíram do Top 800, e outras três, do Top 500.

QS Quacquarelli Symonds apurou que a situação complexa do ensino superior no Brasil neste ano se dá por duas razões. A primeira é uma série de quedas consistentes nas proporções entre estudantes e professores, métrica usada como parâmetro para a qualidade do ensino. Sob este aspecto, 16 das 22 universidades brasileiras apresentaram queda no indicador, indicando que o país ainda busca melhorar seus problemas recorrentes de acesso à educação superior. A segunda razão é a pobre performance em pesquisa. Toda as 22 instituições tiveram queda no número de citações por corpo docente (CpF, na sigla em inglês), enquanto a USP fica entre as 500 melhores nesta métrica.

As melhores universidades brasileiras do ranking:

  • 120) Universidade de São Paulo (USP)
  • 191) Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
  • 321) Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • 461-470) Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • 501-550) Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
  • 501-550) Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
  • 501-550) Pontificia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
  • 501-550) Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • 551-600) Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • 601-650) Universidade de Brasília (UnB)
  • 651-700) Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: