População participa da Base Nacional Comum Curricular

Documento recebeu mais de 12 milhões de contribuições

Base-Nacional-Comum_ParticipacaoSocial

Prevista em lei e no Plano Nacional de Educação, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) visa sistematizar o que é ensinado nas escolas do Brasil inteiro, englobando todas as fases da educação básica, desde a Educação Infantil até o final do Ensino Médio. Trata-se de uma espécie de lista com os objetivos de aprendizagem de cada uma das etapas de sua formação nas áreas de Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas. É uma ferramenta que visa orientar a elaboração do currículo específico de cada escola, sem desconsiderar as particularidades metodológicas, sociais e regionais de cada uma. Depois da definição dos profissionais que fariam parte da comissão de especialistas para a elaboração da proposta da Base Nacional, abriu-se espaço para as contribuições do público pela internet.

Se a implantação da Base será um sucesso ainda é cedo para afirmar. No entanto, a massiva participação popular que o documento recebeu, durante consultoria pública pela internet, é um fato positivo e histórico, mostrando sua importância, não só para os educadores, mas para o Brasil inteiro. Foram mais de 12 milhões de contribuições de pais, professores e gestores, atentos ao futuro da aprendizagem dos estudantes brasileiros. Entre as participações, 59% foram registradas por escolas, 38% por indivíduos e 3% pelas organizações.

Destaca-se maior número de contribuições ao Ensino Fundamental – anos iniciais – com 48, 25%, onde as maiores médias de participação estão em Arte e Língua Portuguesa. Entre os números de contribuições por Unidade da Federação, o Paraná aparece em primeiro lugar, com 2.058.520 participações, seguido de Goiás, 1.586.405. Todas as sugestões foram analisadas e incorporadas na terceira versão da BNCC, já entregue ao Conselho Nacional da Educação (CNE), responsável pela consolidação do documento.

Processed with MOLDIV

Ao lado de muitas instituições de ensino envolvidas no processo, uma equipe da Universidade de Brasília (UnB) também participou no estudo dos dados. “As possibilidades de participações eram muitas. A pessoa podia concordar, discordar em parte, em tudo e até apresentar um novo texto, com novas sugestões. Depois, tudo foi analisado por sistema de agrupamento, destacando os termos mais utilizados, quais os objetivos de maior discordância, quais tiveram maior sugestão de exclusão e quais foram as sugestões de inclusão. Tudo com muito cuidado e transparência”, explica a Decana de Assuntos Comunitários da UnB, Thérèse Hofmann Gatti, que também destacou a importância dessa participação. “É um feedback muito importante porque orienta e ajuda a todos, inclusive os especialistas que contribuíram com o texto inicial da base, a compreenderem melhor a realidade do país e os desafios da nossa educação, mostrando o que o Brasil realmente precisa por inteiro. A BNCC é importante por isso, as pessoas tem o direito de ter as mesmas informações. Ela é o encaminhamento, uma preparação para que cada Estado faça seu currículo com riqueza de dados”, afirma a professora Thérèse.

Imagem reprodução

Certamente não é a primeira vez que as escolas brasileiras se veem diante de um currículo elaborado pelo governo. Entre os anos de 1997 e 2000, segundo estabelecido pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, foram criados os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) para os Ensinos Fundamental e Médio. Somente em 2008, por meio do Programa Currículo em Movimento, incluiu-se uma proposta para o desenvolvimento de uma grade também para a Educação infantil. Embora tenham o objetivo final de regulamentar o ensino em todo o país e, assim, eliminar as desigualdades existentes entre diferentes regiões do território nacional, garantindo o direito a uma educação de qualidade a todos, os Parâmetros Curriculares Nacionais não eram tão detalhados ou tampouco tão objetivos quanto almeja ser a BNCC.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: