Saiba como aproveitar melhor a memória na hora de estudar

memória

Muitas vezes, escutamos pessoas dizendo que estudaram para a prova, mas na hora H esqueceram tudo, não é mesmo? Isso acontece porque existem três tipos de memórias: curto, médio e longo prazo. A memória de curto prazo, também chamada de memória de trabalho, é aquela que pode apagar-se rapidamente. Ela atua no momento em que a informação está sendo adquirida, retém essa mensagem por alguns segundos e a descarta.

Enquanto isso, a memória intermediária é aquela que armazena os conteúdos somente até quando sentimos a necessidade de guardá-los. É o que ocorre, por exemplo, quando memorizamos o número do telefone de algum serviço e, quando não precisamos mais dele, simplesmente esquecemos. Já a memória de longo prazo é aquela que armazena de forma definitiva a informação. É nela que estão todos os nossos dados e conhecimentos.

Saber usar esses mecanismos corretamente e escolher em qual memória você vai estudar é onde está a chave do sucesso. Para discutir o tema, o blog Edson Machado conversou com a professora Ivana Carvalho Araújo, coordenadora geral e supervisora pedagógica do Colégio La Salle, em Brasília. Anote as orientações da especialista e aproveite ao máximo seu potencial:

Ivana

Quais as dicas para o aluno aproveitar melhor a memória e guardar as informações para serem usadas a longo prazo?

Para que os novos conhecimentos sejam solidificados na memória de longo prazo, o aluno deve trabalhar alguns mecanismos importantes, como, por exemplo, o de associações. Quando nos lembramos de algo, subconscientemente os associamos a outro fato qualquer. Por isso, criar rimas, histórias e até mesmo músicas são algumas atividades que servem para que a memorização ocorra. No entanto, vale destacar que o novo conhecimento ganha status de aprendizagem se a nova conexão fizer sentido para o aluno. É por isso que o papel do professor é fundamental neste processo. Outra estratégia importante para criar novas conexões é estudar com os colegas. Falar do assunto faz com que vários grupos de neurônios sejam ativados, facilitando o processo de aprendizagem.

Quais são as técnicas utilizadas pelos professores da instituição que ajudam o aluno a aprender um assunto ao invés de apenas decorá-lo?

Memória, observação e atenção andam de mãos dadas. Portanto, quanto mais diversificada for uma aula, quanto mais estímulos forem feitos, mais solidez ganhará os novos aprendizados. Porém, o mais importante é fazer com quem o aluno perceba a aplicabilidade do que ele está aprendendo. Memorizamos o que faz sentido. Sendo assim, saídas pedagógicas e aulas nos laboratórios, por exemplo, são atividades que dão sentidos aos novos conhecimentos. Outro ponto importante e que facilita o processo é a construção de uma relação afetiva. Conhecer a fase de desenvolvimento de cada estudante tem transformado a relação entre professor e aluno, tornando o elo mais consistente, facilitando a aprendizagem.

O que fazer quando o estudante não consegue aprender ou memorizar um conteúdo?

Somos seres únicos, portanto, cada um apresenta um potencial para aprender praticamente tudo. O que ocorre é que cada pessoa tem uma estrutura cerebral moldada por vários aspectos. Em nosso colégio, logo que o ano letivo inicia, cada professor utiliza uma avaliação para conhecer seus alunos acerca de seu conteúdos. A partir dos dados coletados, começamos a trabalhar a partir dos conhecimentos prévios dos alunos, resgatando conceitos fundamentais para a introdução de um novo conteúdo. Caso a dificuldade persista, desenvolvemos monitorias, plantões de dúvidas e aulas extras.

Como as novas tecnologias podem contribuir com a memória?

Para formarmos a memória de longo prazo é necessário treino. A tecnologia torna-se assim uma grande aliada na diversificação dos procedimentos. No entanto, ela só faz sentido se for utilizada como um instrumento, um complemento. Como os nativos digitais apresentam facilidade com as novas tecnologias, sua utilização é vista como uma motivação para aprender.

Anúncios

One Response to Saiba como aproveitar melhor a memória na hora de estudar

  1. Jaqueline Silva says:

    São ótimas as dicas de como aproveitar melhor a memória na hora de estudar. Essas técnicas mencionadas pela especialista são importantes para a aprendizagem e contribuem muito na hora da prova…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: